sexta-feira, 25 de junho de 2010

FRASE CÉLEBRE


"Até eu provar que cú de gato não é gaveta, já arrebentaram comigo!"

quarta-feira, 23 de junho de 2010

E agora??

"E agora que o fim está perto e eu encaro este momento


Meus amigos eu vou confessar os meus pecados e sentimentos

Vivi a mil por hora e por caminho que eu nem lembro agora

E mais, bem mais eu sei, I get my way



Remorsos eu tenho alguns, mas mesmo assim são muito poucos

Eu fiz o que tinha que fazer enquanto vocês gritavam bota pra fudê

Eu planejei cada jogada, cada trepada por esta estrada



E mais, bem mais eu sei, I get my way



Naqueles tempos eu era um menino que já sabia o seu destino

E caminhando de norte a sul eu vi muita gente tomar no cú

Eu entendi e não esqueci, I get my way



Andei, sorri, chorei, me entreguei ao meu trabalho

E agora que passou o tempo eu acho chato pra caralho

Não ter o que prometer e não saber mais o que fazer

Oh não, oh não, I get my way



Pra que serve o homem, o que é que ele tem?

Ou é um puta barão ou um João Ninguém

Fazer as coisas que desejou e comer as mulheres com que sonhou

Eu me fudi, mas resisti, I get my way"



sexta-feira, 18 de junho de 2010

Mi matan si no trabajo!!!!!


Me matan si no trabajo,
y si trabajo me matan.
Siempre me matan, me matan, ay,
siempre me matan.


Ayer vi a un hombre mirando,
mirando el sol que salía.
El hombre estaba muy serio
porque el hombre no veía.
Ay, los ciegos viven sin ver
cuando sale el sol.

Ayer vi a un niño jugando
a que mataba a otro niño.
Hay niños que se parecen
a los hombres trabajando.
Ay, quién le dirá cuando crezcan
que los hombres no son niños,
que no lo son.

segunda-feira, 14 de junho de 2010

domingo, 13 de junho de 2010

terça-feira, 8 de junho de 2010

Las simples cosas...



Uno se despide insensiblemente de pequeñas cosas,
lo mismo que un árbol en tiempos de otoño muere por sus hojas.
Al fin la tristeza es la muerte lenta de las simples cosas,
esas cosas simples que quedan doliendo en el corazón.
Uno vuelve siempre a los viejos sitios en que amó la vida,
y entonces comprende como están de ausentes las cosas queridas.
Por eso muchacho no partas ahora soñando el regreso,
que el amor es simple, y a las cosas simples las devora el tiempo.
Demorate aquí, en la luz mayor de este mediodía,
donde encontrarás con el pan al sol la mesa servida.
Por eso muchacho no partas ahora soñando el regreso,
que el amor es simple, y a las cosas simples las devora el tiempo.

segunda-feira, 7 de junho de 2010

Ao cair da tarde (Martim César - Paulo Timm)


 
É hora de arrumar as malas e ir
Partir e o coração ficar
Deixar a vida me levar e seguir...
E os sonhos e os amores

Deixo pelas noites, bares
Lugares onde eu vou
Lá fora o mundo não espera por mim
Insiste em me fazer mudar
Girar na sua esfera sem fim
Meus passos nessa estrada
Deixam as pegadas,
De um sonho que já terminou
Agora longe vão meus dias de paz
É hora de lutar
Embora o coração, que não deixou o cais
Me peça pra voltar
E bate uma saudade
De tomar um mate na beira do rio
Ao cair da tarde
Me bate uma saudade
De tomar um mate na beira do rio.

                



domingo, 6 de junho de 2010

Vamos tentar uma retomada...

O frio do inverno pode fazer com que alguma inspiração ressurja...

Então... Tentaremos!!!!